quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Delta, FUCK Delta!

Achei: 
Aqueles olhos profundos e verdes como as águas do Caribe já me esperavam, e me receberam com uma taça de vinho, minha bebida favorita. Ele sabia disso.
As chaves foram deixadas em cima da mesa, junto a uma garrafa de cerveja, dele, consumida quase por inteiro. Um tempo para olhos nos olhos, um tempo para troca de palavras.

...

Ele segura minhas mãos para o alto "Eu fui uma garota má?", sussurrei ao seu ouvido.
Ele não as solta. Assim quero permanecer...
Uma de suas mãos desliza e desce por minhas curvas até chegar no meu ponto mais úmido.
Seus lábios consumiram os meus com ganância. Tirou sua camisa preta com cheiro de trabalho, e desabotoei sua calça cargo, deixando-a a seus pés.
Olhamo-nos mais uma vez. Sua barba chamou-me, senti seu cheiro, rocei nela, mordi seu lábio inferior, "era tão vermelho..."
Carregou-me, encostou-me na parede e, com a força de seu sexo, me manteve lá.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Verbo

Achei: 
Quando foi a última vez que quando a beijou suas mãos sentiram o contorno delicado de seu rosto?
Já sentiu a maciez de seus cabelos? E o cheiro?! Percebeu o perfume novo?
Quando foi a última vez que a fez sentir-se mulher?
segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Verbo imaginar conjugado na 3ª pessoa do singular

Achei: 
Para nossa sorte, nossa mente é nossa.
Somos livres, somos nós mesmos ou uma versão inventada, melhorada, corajosa ou ousada num mundo construído ao nosso tamanho.